Salvem suas almas!

São Pio X recomendou o estudo do catecismo para a salvação das almas, inclusive a sua! Leia, estude, revise, grave a Sã Doutrina em seu coração!

Pesquisar este blog

terça-feira, 23 de maio de 2017

Do nono artigo do Credo – “CREIO NA SANTA IGREJA CATÓLICA; NA COMUNHÃO DOS SANTOS” (Parte 13)




CAPÍTULO X
Do nono artigo do Credo

(Parte 13)


 “CREIO NA  SANTA IGREJA CATÓLICA; NA COMUNHÃO DOS SANTOS”



5º§ Da comunhão dos Santos




214) Que nos ensina o nono artigo do Credo com  aquelas palavras: na comunhão dos Santos ?

Com as palavras: na comunhão dos Santos, o nono artigo do Credo ensina nos que na Igreja, pela íntima união que existe entre todos os seus membros, são comuns os bens espirituais, assim internos Como externos, que lhe pertencem.



215) Quais são na Igreja os bens comuns internos ?

Os bens comuns internos na Igreja são: a graça que se recebe nos Sacramentos, a Fé, a Esperança, a Caridade, os merecimentos infinitos de Jesus Cristo, os merecimentos superabundantes da Santíssima Virgem e dos Santos, e o fruto de todas as boas obras que na mesma Igreja se fazem.



216) Quais são os bens externos comuns na Igreja ?

Os bens externos comuns na Igreja são: os sacramentos, o Santo Sacrifício da Missa, as orações públicas, as funções religiosas, e todas as outras práticas exteriores que unem entre si os fiéis.



Excerto do Catecismo de São Pio X





Visite nossos blogs associados:

quinta-feira, 11 de maio de 2017

Do nono artigo do Credo – “CREIO NA SANTA IGREJA CATÓLICA; NA COMUNHÃO DOS SANTOS” (Parte 12)


CAPÍTULO X
Do nono artigo do Credo
(Parte 12)


 “CREIO NA  SANTA IGREJA CATÓLICA; NA COMUNHÃO DOS SANTOS”



§ 4º Do Papa e dos Bispos





208) De quem são sucessores o Papa e os Bispos ?

O Papa é sucessor de São Pedro, Príncipe dos Apóstolos, e os Bispos são sucessores  dos Apóstolos, no que diz respeito ao governo ordinário da Igreja. 




209) Deve o fiel estar unido ao próprio Bispo ?

Sim, todo o fiel, eclesiástico ou leigo, deve estar unido de espírito e de coração ao próprio Bispo que está em graça e comunhão com a Sé Apostólica.




210) Como deve proceder o fiel para com o próprio Bispo ?

Todo o fiel, eclesiástico ou leigo, deve respeitar, amar e honrar o próprio Bispo, e prestar-lhe obediência em tudo o que se refere ao bem das almas e ao governo espiritual da diocese.




211) Quais são os auxiliares do Bispo na cura das almas ?

Os auxiliares do Bispo na cura das almas são os Sacerdotes, e principalmente os párocos.




212) Quem é o pároco ?

O pároco é um Sacerdote delegado para presidir e dirigir, sob a dependência do Bispo, uma porção da diocese, que se chama paróquia.




213) Que deveres têm os fiéis para com o seu pároco ?

Os fiéis devem conservar-se unidos tio seu pároco, ouvi-lo com docilidade, professar-lhe respeito e submissão em tudo o que interessa ao bem da paróquia.  




Excerto do Catecismo de São Pio X




,


Visite nossos blogs associados:

terça-feira, 9 de maio de 2017

Do nono artigo do Credo – “CREIO NA SANTA IGREJA CATÓLICA; NA COMUNHÃO DOS SANTOS” (Parte 11)



CAPÍTULO X
Do nono artigo do Credo
(Parte 11)


 “CREIO NA  SANTA IGREJA CATÓLICA; NA COMUNHÃO DOS SANTOS”



§ 3º Da Igreja docente e da Igreja discente 





203) Como todo o católico deve proceder para com o Papa ?

Todo o católico deve reconhecer o Papa como Pai, Pastor e Mestre universal, e estar unido a ele de espírito e coração.



204) Depois do Papa quais são, por instituição divina , as personagens mais venerandas na Igreja?

Depois do Papa, por instituição divina, as personagens mais venerandas da Igreja . são os Bispos.




205) Quem são os Bispos ?

Os Bispos são os Pastores aos fiéis, estabelecidos pelo Espírito Santo para governar a Igreja de Deus, nas sedes que lhes são confiadas sob a dependência do Romano Pontífice.




206) Que é o Bispo na própria diocese ?

O Bispo na própria diocese é o Pastor legítimo, o Pai, o Mestre, o superior de todos os fiéis, eclesiásticos e leigos, que pertencem à mesma diocese.




207) Por que o Bispo se chama Pastor legítimo ?

Chama-se o Bispo Pastor legítimo, porque ai jurisdição, isto é, o poder que tem de governar os fiéis da própria diocese, foi-lhe conferido segundo tis normas e leis da Igreja.





Excerto do Catecismo de São Pio X.



Visite nossos blogs associados:

quinta-feira, 4 de maio de 2017

Do nono artigo do Credo – “CREIO NA SANTA IGREJA CATÓLICA; NA COMUNHÃO DOS SANTOS” (Parte 10)




CAPÍTULO X
Do nono artigo do Credo
(Parte 10)


 “CREIO NA  SANTA IGREJA CATÓLICA; NA COMUNHÃO DOS SANTOS”


§ 3º Da Igreja docente e da Igreja discente 



196) Pode errar o Papa ao ensinar à Igreja?
O Papa não pode errar, quer dizer, é infalível nas definições que dizem respeito à fé e aos costumes.



197) Qual é o motivo por que o Papa é infalível?

O Papa é infalível em razão da promessa de Jesus Cristo e da contínua assistência do Espírito Santo.



198) Quando o Papa é infalível?

O Papa é infalível só quando, na sua qualidade de Pastor e Mestre de todos os cristãos, em virtude da sua suprema autoridade apostólica, define uma doutrina relativa à fé e aos costumes, que deve ser seguida por toda a Igreja.



199)  Quem não acreditasse nas definições solenes do Papa, que pecado cometeria?

Quem não acreditasse nas definições solenes do Papa, ou ainda só duvidasse delas, pecaria contra a fé; e, se se obstinasse nesta incredulidade, já não seria mais católico, mas herege.



200) Para que fim Deus concedeu ao Papa o dom da infalibilidade ?

Deus concedeu ao Papa o dom da infalibilidade, a fim de que todos estejam certos  e seguros da verdade que ti Igreja ensina.



201) Quando foi definido que o Papa é infalível ?

A infalibilidade do Papa foi definida pela Igreja rio Concílio do Vaticano; e, se alguém ousasse contradizer esta definição, seria herege e excomungado



202) A Igreja, ao definir que o Papa é infalível, estabeleceu porventura uma nova verdade de fé ?

Não. A Igreja, ao definir que o Papa é infalível, não estabeleceu uma nova verdade de fé, mas só definiu, parti se opor a erros novos, que a infalibilidade do Papa, contida já tia Sagrada Escritura e na Tradição, e uma verdade revelada por Deus, e que por conseguinte se deve crer como dogma ou artigo de fé.





Excerto do Catecismo de São Pio X.



Visite nossos blogs associados:

terça-feira, 2 de maio de 2017

Do nono artigo do Credo – “CREIO NA SANTA IGREJA CATÓLICA; NA COMUNHÃO DOS SANTOS” (Parte 9)




CAPÍTULO X
Do nono artigo do Credo
(Parte 9)


 “CREIO NA  SANTA IGREJA CATÓLICA; NA COMUNHÃO DOS SANTOS”



§ 3º Da Igreja docente e da Igreja discente 





191)  Quem é o Papa?

O Papa, a quem chamamos também Sumo Pontífice ou Romano Pontífice, é o sucessor de São Pedro na Sede de Roma, o Vigário de Jesus Cristo na terra, e o chefe visível da Igreja.



192) Por que o Romano Pontífice é o sucessor de São Pedro?

O Romano Pontífice é o sucessor de São Pedro. porque São Pedro reuniu na sua pessoa a dignidade de Bispo de Roma e de chefe da Igreja e porque, por disposição divina, estabeleceu em Roma a sua sede, e aí morreu. Por isso quem é eleito Bispo de Roma, é  também herdeiro de toda a sua autoridade.



193) Por que o Romano Pontífice é o Vigário de Jesus Cristo?
O Romano Pontífice é o Vigário de Jesus Cristo porque ele O representa na terra, e faz as suas vezes no governo da Igreja. 



194) Por que o Romano Pontífice é o Chefe visível da Igreja?

O Romano Pontífice é o Chefe visível da Igreja porque a dirige visivelmente com a mesma autoridade de Jesus Cristo, que é a cabeça invisível da Igreja.



195) Qual é, pois, a dignidade do Papa?

A dignidade do Papa é a maior entre todas as dignidades da terra e dá-lhe um poder supremo e imediato sobre todos e cada um dos Pastores e dos fiéis.





Excerto do Catecismo de São Pio X.



Visite nossos blogs associados:

quinta-feira, 27 de abril de 2017

Do nono artigo do Credo – “CREIO NA SANTA IGREJA CATÓLICA; NA COMUNHÃO DOS SANTOS” (Parte 8)


CAPÍTULO X
Do nono artigo do Credo
(Parte 8)


“CREIO NA  SANTA IGREJA CATÓLICA; NA COMUNHÃO DOS SANTOS”





§ 3º Da Igreja docente e da Igreja discente 





186) Quais são as pessoas que têm na Igreja autoridade de ensinar?

Os que têm na Igreja o poder de ensinar são o Papa e os Bispos e, sob a dependência destes, os outros ministros sagrados.



187) Somos obrigados a ouvir a Igreja docente?

Sim, sem dúvida, somos todos obrigados a ouvir a Igreja docente, sob pena de condenação eterna, porque Jesus Cristo disse aos Pastores da Igreja, na pessoa dos Apóstolos: Quem vos ouve, a Mim ouve, e quem vos despreza, a Mim despreza.



188) Além da autoridade de ensinar, tem a Igreja mais algum poder?

Sim, além da autoridade de ensinar, a Igreja tem especialmente o poder de administrar as coisas santas, de fazer leis e de exigir a sua observância.



189) Virá do povo o poder que têm os membros da hierarquia eclesiástica?

O poder que têm os membros da hierarquia eclesiástica não vem do Povo, e seria heresia o dizê-lo: vem unicamente de Deus.



190) A quem compete o exercício destes poderes?

O exercício destes poderes compete unicamente ao corpo hierárquico, isto é, ao Papa e aos Bispos a ele subordinados.






Excerto do Catecismo de São Pio X



Visite nossos blogs associados:

terça-feira, 25 de abril de 2017

Do nono artigo do Credo – “CREIO NA SANTA IGREJA CATÓLICA; NA COMUNHÃO DOS SANTOS” (Parte 7)



CAPÍTULO X
Do nono artigo do Credo
(Parte 7)

  “CREIO NA  SANTA IGREJA CATÓLICA; NA COMUNHÃO DOS SANTOS”




§ 3º Da Igreja docente e da Igreja discente 




179) Há alguma distinção entre os membros que compõem a Igreja?

Entre os membros que compõem a Igreja há distinção muito importante, porque há uns que mandam, outros que obedecem, uns que ensinam, outros que são ensinados.



180) Como se chama a parte da Igreja que ensina?
A parte da Igreja que ensina chama-se docente, ou ensinante.



181)  E a parte da Igreja que é ensinada, como se chama?

A parte da Igreja que é ensinada chama-se discente.



182) Quem estabeleceu esta distinção na Igreja?
Esta distinção na Igreja estabeleceu-a o próprio Jesus Cristo.



183)  A Igreja docente e a Igreja discente são, pois, duas Igrejas distintas?

A Igreja docente e a Igreja discente são duas partes distintas de uma só e mesma Igreja, como no corpo humano a cabeça é distinta dos outros membros, e, não obstante, forma com eles um corpo só.



184) De que pessoas se compõe a Igreja docente?

A Igreja docente compõe-se de todos os Bispos (quer se encontrem dispersos, quer se encontrem reunidos em Concílio), unidos à sua cabeça, o Romano Pontífice.



185) E a Igreja discente, de que pessoas é composta?

A Igreja discente é composta de todos os fiéis. 





Excerto do Catecismo de São Pio X



Visite nossos blogs associados:

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Do nono artigo do Credo – “CREIO NA SANTA IGREJA CATÓLICA; NA COMUNHÃO DOS SANTOS” (Parte 6)

  

CAPÍTULO X
Do nono artigo do Credo
(Parte 6)




“CREIO NA  SANTA IGREJA CATÓLICA; NA COMUNHÃO DOS SANTOS”



§ 2º. Da Igreja em particular




173) Somos também obrigados a fazer tudo o que a Igreja manda?

Sim, somos obrigados a fazer tudo o que a Igreja manda, porque Jesus Cristo disse aos Pastores da Igreja: Quem vos ouve, a Mim ouve, e quem vos despreza, a Mim despreza.



174)  Pode enganar-Se a Igreja nas coisas que nos propõe para crermos?

Não. Nas coisas que nos propõe para crer, a Igreja não pode enganar-Se, porque, segundo a promessa de Jesus Cristo, é sempre assistida pelo Espírito Santo.



175) A Igreja Católica é então infalível?
Sim, a Igreja Católica é infalível. Por isso aqueles que rejeitam as suas definições, perdem a fé, e fazem-se hereges.



176) A Igreja Católica pode ser destruída ou perecer?

Não. A Igreja Católica pode ser perseguida, mas não pode ser destruída nem perecer. Ela há de durar até ao fim do mundo, porque até ao fim do mundo Jesus Cristo estará com Ela, como prometeu.



177) Por que é a Igreja Católica tão perseguida?

A Igreja Católica é tão perseguida, porque assim foi também perseguido o seu Divino Fundador, e porque reprova os vícios, combate as paixões e condena todas as injustiças e todos os erros.



178) Há mais alguns deveres dos católicos para com a Igreja?

Todo o cristão deve ter para com a Igreja um amor ilimitado, considerar-se feliz e infinitamente honrado por pertencer a Ela, e empenhar-se pela glória e aumento dEla por todos os meios ao seu alcance. 




Excerto do Catecismo de São Pio X




Visite nossos blogs associados: